Só erramos porque tentamos acertar

 

Na maioria das vezes a gente não erra porque quer errar ou por querer fazer mal a alguém. Principalmente, quando é alguém que amamos. Erramos sim. Muitas e muitas vezes. Erramos por não sabermos tomar as decisões certas. Na verdade, o certo é sempre uma questão de interpretação. E, muitas vezes, aquilo que para mim é certo para o outro não é. Erramos, por que não aprendemos no berço a acertar. Erramos, por que ninguém soube, e nem poderia, nos ensinar a fazer as melhores escolhas. Enfim… erramos sim. E se negamos, muitas vezes, não é por querer levar algum tipo de vantagem. Negamos porque temos vergonha de errar. De ser culpado, de ser causa. Erramos, porque nas pouquíssimas vezes que temos coragem de arriscar, tomamos decisões equivocadas. E mesmo se tentarmos ouvir todos os conselhos, tirar todas as dúvidas, prever o futuro, erraremos. Erraremos porque errar é o único caminho para o aprendizado. Para chegar do outro lado. Para ir adiante. E se deixarmos de errar, deixaremos de tentar. E deixar de tentar é morrer.

Não seja egoísta, compartilhe!

Deixe uma resposta